“A Cidade é Uma Só? + 1 Curta” no Espaço Culturama

O Espaço Culturama exibirá no próximo dia 03/03/2016 (quinta-feira), o longa metragem “A Cidade é Uma Só?” (2013), de Adirley Queirós, e o curta (23 min) “Brasília: Contradições de Uma Cidade Nova” (1967), de Joaquim Pedro de Andrade, às 18h45, no Espaço Culturama (Av. T-8 n. 324 esquina com Av. Mutirão – Galeria Casa Blanca – Setor Bueno)

Estes dois filme compõem a quarta sessão do novo ciclo de exibição comentada “O Cinema e a Cidade”, com 06 sessões programadas até o dia 31/03/2016.

ENTRADA FRANCA

Para mais informações, acompanhe a página do evento no Facebook clicando aqui.

Fique por dentro também de outras atividades e eventos realizados pelo Espaço Culturama em seu site clicando aqui.

Exibição do filme “Grisgris” (2013), de Mahamat Saleh Haroun, no Cineclube Culturama

No dia 10 de dezembro de 2015 (quinta-feira) o Cineclube Culturama dará continuidade ao ciclo de Cinema Africano com o filme dirigido por Mahamat-Saleh Haroun, “Grisgris” (2013), às 18h45 no Espaço Culturama.

Sinopse: Grisgris, um rapaz de 25 anos com uma vida complicada no Chade, sonha tornar-se um bailarino. Um desafio, tendo em conta que uma das suas pernas se encontra paralisada. Mas os seus sonhos tornam-se ainda mais complicados quando o seu tio fica gravemente doente. Para o salvar, Grisgris aceita trabalhar no tráfico de combustível…

Ficha técnica:
Argumento e Realização – Mahamat-Saleh Haroun
Director de Fotografia – Antoine Héberlé
Montagem – Marie-Hélène Dozo
Som – André Rigaut
Guarda Roupa – Anne-Marie Giacalone
Música – Wasis Diop

Trailer:
https://vimeo.com/103789444

Confira as informações contidas na página do evento no facebook:

“O quinto filme comentado do ciclo Cinema Africano do Cineclube Culturama é “Grisgris”, lançado em 2013, com direção de Mahamat-Saleh Haroun.

Grigris é um jovem de 25 anos de idade, sem movimento em uma das pernas. Apesar disso, ele sonha em se tornar dançarino. No entanto, quando seu tio contrai uma doença grave, ele abandona o sonho da dança e aceita trabalhar para traficantes de combustível para conseguir dinheiro.

ENTRADA FRANCA.

Inscreva-se: http://www.espacoculturama.com.br/novo-evento/2015/12/10/cinema-africano-grisgris

Imagem em destaque:
Fotografia do filme “Grisgris” (2013), de Mahamat-Saleh Haroun

Exibição comentada do filme “O Vento” (1982), de Souleymane Cissé

No dia 26 de Novembro de 2015 o Cineclube Culturama exibirá o filme “O Vento” (1982), de Souleymane Cissé, às 18h45 no Espaço Culturama.

O quinto filme comentado do ciclo Cinema Africano do Cineclube Culturama é “Finyé” (O vento), dirigido por Souleymane Cissé, em 1982.

Dois adolescentes malineses, Bâ e Batrou, oriundos de classes sociais diferentes, encontram-se no liceu e tornam-se namorados. Bâ é o descendente de um grande chefe tradicional. O pai de Batrou, governador militar, representa o novo poder. Os jovens pertencem a uma geração que recusa a ordem estabelecida e põe em xeque a sociedade.

Entrada franca.

Inscreva-se: http://www.espacoculturama.com.br/novo-evento/2015/11/26/cinema-africano-o-vento-finye

Fonte: https://www.facebook.com/events/1001018889961881/

Exibição comentada do filme “Filhas da Índia” (2014), de Leslee Udwin

“Em parceria com a Taturana Mobilização Social, o Culturama integra a campanha “Quanto Custa a Violência Sexual contra as Meninas?”, promovendo a exibição comentada do filme “Filhas da Índia” (India’s daughter), no dia 3 de dezembro (quinta-feira), às 18h45.

Dirigido por Leslee Udwin, o filme conta a história de uma jovem de 23 anos, estudante de medicina, que sofreu um estupro coletivo em um ônibus, em dezembro de 2012, em Nova Delhi, Índia. O crime provocou protestos sem precedentes no país e deu início a uma discussão sobre violência sexual e direitos das mulheres em diversos países. O filme analisa a sociedade e os valores que geram tais atos violentos e faz um apelo otimista e apaixonado para uma mudança histórica na sociedade indiana.
“Filhas da Índia” vem ao Brasil e marca o lançamento da campanha “Quanto Custa a Violência Sexual contra as Meninas?”, promovida pela Plan International Brasil, organização humanitária internacional pelos direitos da criança e do adolescente, que faz um alerta para o País. A campanha pretende promover e qualificar o debate sobre a violência sexual contra as meninas que já chega a mais de meio milhão de casos por ano no Brasil.

A TATURANA é um negócio social que atua na difusão de obras audiovisuais brasileiras. Desde 2013, realiza ações de mobilização social e articula circuitos alternativos de exibição e atividades socioculturais para filmes, como os documentários “Elena” (2013), “Ilegal” (2014), “Sem Pena” (2014) e “A Lei da Água” (2015). Essas ações já mobilizaram milhares de espectadores em circuitos alternativos e centenas de rodas de conversa, e têm como objetivos: Democratizar o acesso ao cinema brasileiro; Formar público para a cultura audiovisual; Engajar pessoas em causas socialmente relevantes; Ocupar espaços públicos e de interesse público com atividades socioculturais.

A entrada é franca. Junte-se a nós!”

Data: 03 de Novembro 2015
Horário: 18h45
Localização: Espaço Culturama

Fonte: https://www.facebook.com/events/845497375566999/

 

Cineclube Culturama – Ciclo de Cinema Africano: “Touki Bouki” (1973), de Djibril Diop Mambety

No próximo dia 12 de Novembro de 2015 (quinta-feira), às 18h45, o Espaço Culturama realizará uma exibição comentada do filme “Touki Bouki”

Localização:
Espaço Culturama
Av. T. Oito, 324 – Setor Bueno, Goiânia-GO
Tel: 3924-1917

“O terceiro filme comentado do ciclo Cinema Africano do Cineclube Culturama é “Touki Bouki”, dirigido pelo senegalês Djibril Diop Mambety.

Produzido em 1973, o longa-metragem é considerado um dos melhores filmes africanos, com certeza um dos mais experimentais. Concebido com exatidão e magistralmente realizado, o filme narra as cômicas desaventuras história de Mory, um vaqueiro que monta uma motocicleta com um crânio bovino e Anta, uma estudante universitária. Alienados e descontentes com o Senegal e a África, decidem ir para Paris, buscando para tanto, arrumar dinheiro-fácil através de diferentes formas.

Coordenação: Fabrício Cordeiro e Marcelo Ribeiro”.

Fonte: https://www.facebook.com/events/445265122345327/
Touki_Bouki_dvd